NOSSO HISTÓRICO

Em 1995, percebendo o alto consumo de drogas apresentado na região, alguns associados, criaram um projeto visando atender crianças e jovens que se encontravam na chamada lista de risco, entre 4 e 15 anos.
A proposta dos trabalhadores, que tinha por objetivo a atividade esportiva, foi ampliada com o acompanhamento escolar, médico, odontológico, psicológico e social dos jovens.
Outro fato relevante foi a integração dos pais na formação de grupos que pudessem levantar notas escolares, organizar eventos para obter recursos e orientações para as crianças que necessitam de ajuda,
além de envolvê-los nas atividades dos filhos.
Tudo isso, com o tempo, foi sendo divulgado entre os sócios e a comunidade e o número de participantes foi crescendo.
O que parecia um sonho teve início reunindo 20 crianças.
Neste mesmo ano, o Grêmio iniciou suas atividades esportivas, com a formação de atletas através de sua Escolinha de Futebol de Salão.
Os princípios que norteiam o trabalho dos dirigentes do Futsal do Gremetal vão além da orientação técnica para as disputas competitivas, fundamenta-se na formação moral e ética dos atletas e incluem, ainda,
o suporte social e acompanhamento do desempenho escolar.
A participação ativa dos coordenadores, pais e familiares nas atividades desenvolvidas pelo Gremetal têm colaborado para o fortalecimento da equipe. Sob a supervisão dos professores Elton Luiz e André Libânio, a Escolinha do Gremetal tomou-se várias vezes campeã em torneios realizados entre escolinhas, nas categorias mamadeira e fraldinha.
Em 1996, o Gremetal filiou-se à Liga Regional de Futebol de Salão do Litoral Paulista, entidade credenciada à Confederação Brasileira da modalidade e que organiza os principais torneios de Futsal na Região Metropolitana da Baixada Santista.
Em 1997, a equipe da categoria chupetinha do Gremetal, composta por crianças de 05 anos de idade, conquistou o terceiro lugar no Torneio Incentivo da Liga Regional de Futsal. Neste mesmo ano, a categoria mamadeira, formada por crianças de 06 anos, conquistou o 3º lugar na Taça Imprensa.
Em 1998, a categoria fraldinha conquistou o vice-campeonato e a categoria principal logrou a terceira posição na Taça Imprensa. Uma posição destacada e honrosa, uma vez que o Gremetal, pela primeira vez disputava uma competição oficial em âmbito regional.
O mesmo sucesso obteve no segundo semestre de 1998.
Inscrito para o torneio em cinco categorias, o Gremetal conquistou o direito de disputar as semifinais do torneio, ainda em curso, em quatro categorias.
Na primeira vez que uma equipe do Gremetal disputa uma competição em âmbito estadual, a categoria fraldinha, dirigida pelo profº Carlos, sagrou-se vice-campeã da Taça Topper/Ford de Futsal, na capital de São Paulo, também no segundo semestre de 1998.
A seriedade do trabalho proporcionou conquistas nos anos de 1999, 2000, 2001 e 2002.
Atualmente, a Escolinha de Futsal mantém cerca de 200 crianças na faixa de 4 a 15 anos, em várias categorias (chupetinha, mamadeira, fraldinha, pré-mirim, mirim, infantil e infanto), em formação técnica nos fundamentos do futsal, preparando-as para torneios internos da Escolinha, torneios regionais promovidos pelo Gremetal e o torneio Taça de Prata promovido pela Liga Regional do Litoral Paulista. O Grêmio conta também, com 150 atletas em formação técnicas, para disputas oficiais dos campeonatos regionais e do Estado de São Paulo.
Mesmo com pouco tempo de existência, diversos atletas do Gremetal têm sido convocados para as seleções regionais e para jogos no interior do Estado de São Paulo.